Visto D7 - Chegou o momento de residir em Portugal como aposentado ou com os rendimentos do Brasil

Leia atentamente os requisitos abaixo para dar entrada no Visto D7

Quero adquirir o Visto D7

Quem pode solicitar o Visto D7

O Visto D 7 pode ser solicitado por aposentados ou pessoas com rendimentos no Brasil que comprovem os meios de subsistência por um período não inferior a 12 meses.


Esses rendimentos podem ser:

  • Recebimento de aluguéis
  • Lucros e dividendos de empresas ou investimentos
  • Direitos autorais
  • Aposentadoria (pensão)

Como solicitar

O Visto D7 é sempre solicitado via Consulado no país de origem, no caso: Brasil.

É inserido no passaporte e possui validade de 4 meses.

Ao chegar em Portugal, é necessário solicitar junto ao SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras) a Autorização de Residência, sendo que apenas com o visto correto, você estará habilitado para requerer uma autorização de residência.

*Apenas com TODOS os requisitos abaixo confirmados poderemos dar entrada no seu Visto

Requisitos para dar entrada no Visto D7

RENDA MENSAL INDIVIDUAL

E POR FAMÍLIA

Deve-se comprovar individualmente um ganho mensal equivalente ao de um salário mínimo português (atualmente 635 Euros). Caso seja acompanhado por adulto (cônjuge, filho maior, pais com mais de 65 anos), a esse valor deve ser acrescentado mais 50% (317,50 Euros por pessoa), e a cada criança, deve ser acrescentado 30% do referido valor (mais 190,50 Euros).

DISPONIBILIDADE DE RECURSOS EM PORTUGAL

É necessário ter uma conta bancária em Portugal, e depositado o equivalente à 1 ano de subsistência em Portugal. Os valores que devem estar na conta: 1 ano de salário mínimo português (635 Euros vezes 12).

Portanto, o requerente precisa ter uma conta bancária com, pelo menos, 7 620 Euros.

Caso tenha agregados familiares, deve acrescentar o equivalente a 50% do salário mínimo português para cada reagrupado adulto e 30% para cada criança.

COMPROVANTE DE ALOJAMENTO EM PORTUGAL

O requerente do visto precisa comprovar que já possui um local para residir em Portugal, quando o visto for aprovado.

Esta comprovação pode ser feita de 3 maneiras:

  • Carta convite emitida por um cidadão que resida legalmente em Portugal;
  • Contrato de arrendamento (por um período entre 4 e 12 meses);
  • Escritura pública de um imóvel ou contrato de compra e venda (caso o requerente já tenha um imóvel em Portugal).

VISTO D7 - Aposentados e Titulares de Rendimento

Agora que você já sabe os requisitos para solicitar o Visto D7, preencha o formulário para falar com um de nossos consultores e receber um orçamento para assessoria no processo completo.

Seus dados estão protegidos conosco.

Com a palavra: Nossos clientes

Allan e Alessandra contam porque decidiram morar em Portugal com toda a família através do Visto D7 e como foi o processo de aquisição do Visto.

Marcelo, que hoje vive no Porto com a família, também com o Visto D7, conta as vantagens da vida portuguesa e também como foi a escolha de viver em terras lusas.


Quem Somos

A Nacionalidade Portuguesa Assessoria, administrada pela Martins & Oliveira Associados, nasceu há mais de 5 anos com o propósito de auxiliar os brasileiros que decidem residir em Portugal e/ou adquirirem a Nacionalidade Portuguesa.

Atualmente, assessoramos pessoas de todo o Brasil e do mundo a viver, estudar, trabalhar, empreender e investir em Portugal. Já foram mais de 1.000 casos de sucesso, com 100% de efetividade na aquisição de Vistos de Residência.


Melhores Cumprimentos

Dr. Flávio Martins Peron e a Dra. Ema Cristina de Oliveira, especialistas em processos de dupla cidadania e vistos para Portugal.